. CAMOCIM ONLINE: CHICO VAULINO SEGUE COM QUASE 20 PROCESSOS SEM DECISÃO NA JUSTIÇA
E-mail tadnogueira@hotmail.com
Telefones (88) 99603-4531 (88) 98814-0779
Endereço Rua Zeferino Veras, 301 - Centro Camocim - Ceará - Brasil CEP 62.400-000

quarta-feira, 16 de março de 2016

CHICO VAULINO SEGUE COM QUASE 20 PROCESSOS SEM DECISÃO NA JUSTIÇA

ALGUMAS AÇÕES ESTÃO 
"ESTACIONADAS" HÁ MAIS DE 2 ANOS 
A forma com a qual o Juiz Federal Sérgio Moro vem comandando a Operação Lava Jato, o maior movimento do judiciário já realizado contra a corrupção, tem servido de inspiração para alguns magistrados e tribunais país afora, porém, o “Efeito Moro” ainda está longe de ser adotado nas terras mais distantes dos grandes centros do país. 
Em Camocim, por exemplo, uma ação civil pública de improbidade administrativa impetrada pelo município contra o Ex-Prefeito Chico Vaulino e a Ex-Secretária da Saúde, Iracema Gonçalves, sua nora, onde o município denuncia a existência de irregularidades na prestação de serviços médicos especializados (ultrassonografia e biópsia), se arrasta desde 21 de Dezembro de 2013, quando foi protocolada a petição na primeira vara da comarca local. 
Sobre a acusação, após apreciação de despesas no período de janeiro a outubro de 2012, foram constatadas inúmeras irregularidades, tais como, repetição constante de exames no mesmo paciente de forma seguida, e do mesmo exame no dia posterior. Foi constatada também a existência de pagamentos em duplicidade. A causa, cujo valor consiste em R$ 82.250,00, teve sua última movimentação judicial registrada em setembro de 2014, portanto, há quase 2 anos. O pedido de condenação inclui: indisponibilidade de bens, bloqueio de contas bancárias, ressarcimento integral do dano ao erário, suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos e proibição de contratar com o Poder Público.
Segundo levantamento feito pelo Camocim Online, quase 20 ações dessa natureza, incluindo acusações bem mais sérias, envolvendo grandes quantias supostamente desviadas pelo Ex-Prefeito Chico Vaulino, continuam "estacionadas", muitas há quase 3 anos.  
Às vésperas de mais um processo eleitoral em Camocim, a tendência é que tais ações atravessem mais um pleito, favorecendo infratores, alimentando a impunidade, deixando sem respostas várias perguntas que influenciam diretamente o pleito municipal. 
Para se ter uma ideia, segundo dados revelados em junho de 2015 pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), levando-se em conta processos ajuizados até dezembro de 2012, havia em tramitação no Brasil exatos 105.458 ações de combate à corrupção (improbidade administrativa e crimes contra a administração pública). Até dezembro de 2014, só pouco mais da metade, 53.190, haviam sido julgados em primeira ou segunda instâncias. Sem nenhuma decisão sobre nenhum dos quase 20 processos envolvendo seu nome, o Ex-Prefeito Chico Vaulino segue sua vida fora do poder, em um país que vive um escândalo atrás do outro, como símbolo de que, praticar crimes contra a poder público, em cidades consideradas ainda “provincianas”, não é de todo arriscado. 
Postado por Tadeu Nogueira às 09:00h

1 comentários:

Henrique Alves disse...

E por que isso acontece? Porque a grande massa da população (brasileiros em geral) é passiva, omissa e sem atitude para fiscalizar, cobrar, exigir!!! Sem pressão popular nada acontece, fica tudo na mesma, acaba tudo em pizza!

Acorda Brasil.