segunda-feira, 8 de agosto de 2016

ENTRE PAREDÕES E FALSOS FLANELINHAS...


O barulho infernal de paredões na "ponte" do Lago Seco continua. E com ele todos sabem o que aparece, afinal, o som alto serve de chamariz. Hotéis e pousada que ficam nas imediações, têm que explicar aos seus hóspedes, pela manhã, o que era mesmo aquele volume sem limites que tem hora pra começar, mas que pra terminar, depende da forma como o sol nasce.
Porque se for com nuvens, a coisa segue sem parar. Já na Praia das Barreiras, fomos informados que os falsos flanelinhas continuam ameaçando e extorquindo quem se recusar a pagar (parece piada), pela "proteção" deles. Está por conta do cão. 
Postado por Tadeu Nogueira às 10:00h

Nenhum comentário: