quarta-feira, 4 de julho de 2018

BOA SAFRA BAIXA PREÇO E COLOCA MAIS PEIXE NA MESA DO CAMOCINENSE

O clima é de comemoração entre os pescadores artesanais de Camocim. A boa safra de Serrinha, Espada, Sardinha, dentre outras espécies, vem gerando bons lucros e preços mais baixos. 
O Serra, por exemplo, chega a ter o quilo vendido a R$ 5 reais. Sardinha e Espada por apenas R$ 2. 
São aproximadamente 300 canoas saindo no início da madrugada e voltando no começo da manhã, todos os dias, sempre com fartura do produto que segue sendo a locomotiva da economia formal e informal do município. 
"O aumento da produção ocorre sempre que termina o período invernoso. Essa boa safra deverá durar até o final de julho, quando agosto chega com muitos ventos, passando assim a melhorar a pescaria de peixes maiores, como cavala e outros mais", disse Francisco Xavier, Presidente da Colônia de Pescadores de Camocim, a Z1, primeira a ser fundada no Estado do Ceará.
Para capturar os pequenos peixes, os pescadores utilizam a "rede de espera". As canoas não podem ultrapassar a distância de 20 milhas (cerca de 32km) da costa. 
Segundo o Capitão-Tenente Henrique Pereira, Agente da Agência da Capitania dos Portos de Camocim, é importante que os pescadores sempre atentem para o material de salvatagem, estado geral da embarcação e demais itens de segurança.  
Além do preço mais baixo, o que tem levado muito peixe para a mesa dos menos favorecidos, a movimentação diária das canoas e "guarás" (pequenos atravessadores) na Praia das Pedrinhas, ao lado do Fortim do Evan, tem sido uma atração a mais para os visitantes, gerando assim uma irônica simbiose entre pesca e turismo, segmentos que destacam Camocim no cenário estadual. 
Postado por Tadeu Nogueira às 10:28h
Foto: Tadeu Nogueira 

Um comentário:

Carlos Evanmar Moreira disse...

Quem disser que em Camocim não tem trabalho, é um mentiroso. Só passa fome em nossa cidade que não tem coragem de trabalhar. Está reportagem diz tudo. Fartura é o que não falta. Agora pra quem quer viver de moleza, vai comer em boca de esgoto.