quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

PROFESSORES DE BARROQUINHA SEM RECEBER NOVEMBRO E DEZEMBRO

Professores e demais servidores lotados na Secretaria de Educação de Barroquinha, passarão o Natal e Réveillon sem um tostão de seus salários em seus bolsos. 
Recorrente no quesito "atraso salarial", fato comprovado durante o ano de 2018, o Prefeito Ademar Veras anunciou, há quase 20 dias atrás, que não iria pagar os meses de novembro e dezembro dentro da data previamente estabelecida pelo município, ou seja, dia 5 de cada mês. Segundo ele, a prefeitura está sem dinheiro para isso. 
Vale lembrar que os recursos são provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), sendo que o repasse está entrando sem atraso nos cofres municipais. 
Para tentar diminuir o impacto negativo sobre sua administração, o Prefeito Ademar ordenou, nesta quarta-feira (12), o pagamento do décimo terceiro desses servidores. 
"Tendo recebido o último salário no dia 2 de novembro, referente a outubro, muitos nem vão pegar no 13º, pois já tinham antecipado o mesmo como meio de sobrevivência", disse Antonio Francisco, Presidente da Apeoc de Barroquinha. 
Através de acordo envolvendo o Ministério Público, que teve que intervir na situação a pedido da Apeoc, o Prefeito Ademar se comprometeu a pagar novembro apenas no dia 5 de janeiro de 2019. Já dezembro, ele promete pagar no dia 25 do mesmo mês. E janeiro, nenhum servidor sabe se receberá no dia 5 de fevereiro, já que a prefeitura terá apenas 10 dias para ter esse dinheiro em caixa, após pagar, se pagar mesmo, dezembro. 
"Tais datas foram impostas pelo Prefeito Ademar. Somos contra esse absurdo", completou Francisco.
Postado por Tadeu Nogueira às 10:45h

Um comentário:

Edvar Arcanjo disse...

É os recursos do FUMDEB que são destinados exclusivamente à EDUCAÇÃO, são vítimas de PEDALADAS do Prefeito "PROFESSOR" Ademar. Ele vai ficar sem receber também? Ou já recebeu