sexta-feira, 22 de março de 2019

PREFEITOS DE GRANJA, MARTINÓPOLE, BARROQUINHA E CHAVAL "PEITAM" O GOVERNADOR CAMILO

Uma assembleia realizada nesta quinta-feira (21), em Fortaleza, agendada pelo Governo do Estado do Ceará, principal participante do Consórcio de Saúde Pública de Camocim, cujo objetivo era definir o próximo Presidente da instituição pelos próximos 2 anos, acabou não alcançando seu objetivo por falta de quórum. 
Segundo informações obtidas pelo blog, obedecendo ordens do deputado estadual Romeu Arruda, os prefeitos de Granja (Amanda Arruda), Barroquinha (Ademar Veras), Martinópole (Júnior Fontenele) e Chaval (Sebastião Veras), membros do Consórcio de Saúde, se recusaram a comparecer à reunião. 
Com isso, o objetivo do deputado Romeu seria pressionar o Governador Camilo a apoiar, novamente, outro prefeito indicado por ele.  
Em março de 2017, Júnior Fontenele, indicado do deputado Romeu, foi eleito para o cargo. À época, Romeu disse ser favorável à alternância de poder. Pelo jeito sim, mas desde que o poder permaneça com ele.  
Após 2 anos de gestão de Fontenele, o Consórcio de Saúde encontra-se quebrado, devendo milhares de reais em causas trabalhistas e a fornecedores, comprometendo serviços oferecidos à população. 
Centenas de ações judiciais tramitam atualmente por conta de sua catastrófica presidência, sempre cumprindo ordens de seu mentor, presidente de fato da instituição.  O Governo do Estado tomou conhecimento de todas as irregularidades. 
Desde o último dia 9 de março, o Consórcio de Saúde de Camocim está sem presidente. A falta de um gestor está prejudicando milhares de pessoas que moram nos 5 municípios consorciados. 
A tática do deputado Romeu parece ser a de boicotar, com seus aliados votantes, as assembleias, tentando assim acuar o governador Camilo. 
Na assembleia de ontem, da qual participou a representante direta do governo, Lilian Alves Beltrão (Representante da Secretaria de Saúde do Ceará), Monica Aguiar (Prefeita de Camocim) e Maria Ione de Sousa (Coordenadora da Regional de Camocim), ficou decidido que, no próximo dia 4 de abril, às 14 horas, haverá uma assembleia para definir, de vez, com ou sem quórum, quem assumirá o Consórcio de Saúde de Camocim. 
Postado por Tadeu Nogueira às 11:02h

Um comentário:

Zé Maria disse...

Se ficar com Romeu ,vai ser a mesma vergonha de administração, e o povo dos municípios que fazem do Consórcio de Camocim , văo continuar sofrendo.