segunda-feira, 8 de abril de 2019

CAMOCIM: ADIADO, JÚRI DO CASO GLEYDSON OCORRERÁ NA CÂMARA

O julgamento do Caso Gleydson Carvalho, que deveria ter ocorrido no dia 27 de março, foi adiado devido à ausência, anunciada de última hora, de dois advogados de defesa. Ambos receberam multas altíssimas pelo transtorno causado. 
Com isso, 10 de abril foi escolhida como nova data. Além essa mudança, haverá outra. 
Por conta das fortes chuvas ocorridas na semana passada, o plenário do Fórum Alcimor Aguiar Rocha ficou inundado. 
Dessa forma, o julgamento será realizado, com início às 9h, no plenário Deputado Murilo Aguiar, na Câmara de Vereadores. 
Na ocasião, 7 jurados decidirão o destino de três, dos nove acusados pela execução do Radialista Gleydson.   
Gisele de Sousa Nascimento, Regina Rocha Lopes estarão no banco dos réus. Thiago Lemos da Silva também será julgado, mesmo estando foragido. Os demais acusados pelo crime serão julgados em datas a serem confirmadas. 
Sobre o crime
Em 6 de agosto de 2015, dois homens assassinaram Gleydson Carvalho, de 33 anos, enquanto ele apresentava seu programa na Rádio Liberdade 90,3 FM, em Camocim. A intolerância à liberdade de expressão teria sido o motivo da morte de Gleydson. Ele deixou esposa e duas filhas. O júri será presidido pelo Juiz Mikhail de Andrade Torres. O Promotor Evânio Matos fará a acusação. 
Postado por Tadeu Nogueira às 19:04h

Um comentário:

Unknown disse...

Alguem que queira ver pode ir, ou vai ser reservado?