quarta-feira, 8 de maio de 2019

BOLSONARO CORTA 44% DO ORÇAMENTO DAS FORÇAS ARMADAS

Com uma crise deflagrada entre militares e “olavistas” no governo, o alto comando das Forças Armadas foi comunicado nesta terça-feira, 7, que precisará aumentar o contingenciamento inicialmente previsto nos recursos destinados à Defesa. Antes de 21%, agora o bloqueio será de 44% dos R$ 13,1 bilhões do orçamento da área, o equivalente a R$ 5,8 bilhões. Só é menor do que o corte previsto na Educação, de R$ 7,3 bilhões.
A notícia foi dada durante almoço do presidente Jair Bolsonaro com os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. 
Na ocasião, os militares ouviram promessa de que o Ministério da Defesa trabalha com a expectativa de recuperação da economia e desbloqueio dessa verba para não afetar os projetos estratégicos e prioritários em andamento. 
Caso os recursos não retornem aos orçamentos até setembro, como esperado, oficiais-generais ouvidos pelo Jornal O Estado de São Paulo afirmam que a situação nos quartéis ficará “crítica”.
Postado por Tadeu Nogueira às 07:51h
Com informações do Estadão

Nenhum comentário: