quarta-feira, 15 de maio de 2019

GOVERNO IRÁ RECADASTRAR 506 PESCADORES DE CAMOCIM

Os 506 pescadores artesanais de Camocim, inscritos na Colônia Z-1, a primeira a ser fundada no estado, passarão pelas redes da malha fina do Governo Federal. O município é o terceiro do Ceará em número de beneficiários.  
Ainda neste ano, deve ocorrer um recadastramento nacional da categoria para coibir a concessão irregular do seguro-defeso, que, segundo a União, atinge até 65% dos benefícios, gerando despesas de quase R$ 2 bilhões em todo o País.
Atualmente, a emissão de carteiras de pesca está suspensa por recomendação da Controladoria-Geral da União (CGU), por suspeitas de fraudes.
No Ceará, que conta com 7 mil pescadores artesanais, têm direito ao seguro-defeso 1.260 trabalhadores da pesca de Icapuí, seguido pelos de Beberibe (581) e Fortaleza (425).
Brasil afora, a Secretaria de Aquicultura e Pesca encontrou crianças de sete anos e um idoso de "148 anos de idade" incluídos como beneficiários do seguro-defeso. Além disso, profissionais como médicos, dentistas, militares e até prefeitos e vereadores. 
O presidente Jair Bolsonaro garantiu "anistia" a quem sair do sistema voluntariamente, mas afirmou que, quem insistir, poderá ser processado por falsidade ideológica.
Postado por Tadeu Nogueira às 08:30h
Com informações adicionais do DN

Nenhum comentário: