sexta-feira, 23 de agosto de 2019

APENAS MARCOS COELHO DEFENDEU CHICO VAULINO

Durante a sessão da Câmara de Camocim, realizada na manhã desta sexta-feira (23), que julgou o parecer do Tribunal de Contas do Estado do Ceará (TCE), que desaprovou as contas do ex-prefeito de Camocim, Chico Vaulino, referentes a 2012, ficou visível o isolamento de quem um dia foi chamado de "fenômeno". 
Derrotado por 9 votos a 5,  conseguindo assim o recorde de 7 contas desaprovadas em 8 anos de administração, Chico só teve um voto sincero. 
Os demais vereadores, com exceção de Erasmo, que está com uma conveniente licença médica, e por isso não compareceu, votaram à força, para não serem acusados de concordarem com a bancada de situação. 
O "voto raiz" foi do vereador Marcos Coelho, único a defender Chico antes de votar. 
Nenhum outro vereador de oposição quis defendê-lo, nem mesmo o vereador Ismael Pinheiro, que na semana passada se lançou como vice na chapa que pretende ter Euvaldete Ferro, esposa de Vaulino, como candidata à prefeita.   
Juliano Cruz era o mais constrangido. Sem contato com Chico há mais de 2 anos, teve que votar a favor de quem ele quer distância. Quanto a Chico Vaulino, sua inelegibilidade teve o prazo aumentado com a condenação de hoje. 
O "fenômeno" dos fichas sujas, só poderá se candidatar em 2028.
Postado por Tadeu Nogueira às 19:05h

3 comentários:

Unknown disse...

Eita

Zé Maria disse...

E agora todos secretários ficam ficha suja e inelegíveis ?

Zé Maria disse...

Uma pergunta aos juristas que entendem de lei eleitoral , com todos esses corrupções que houve , todos secretários ficam ficha suja ?