quarta-feira, 25 de setembro de 2019

A INCOERÊNCIA DE UMA GESTÃO QUE ESTÁ NA CONTRAMÃO DA SEGURANÇA PÚBLICA

Na gestão da Secretaria de Segurança de Granja, desde de 2017, com a entrada da Segunda Turma de Guardas municipais, o gestor da pasta, que está cedido ao município para executar o cargo de Secretário de Segurança Municipal, o 2° Sargento da Polícia Militar e Diretor de Esportes da ASPRA (Associação das Praças Militares do Estado do Ceará ) vem de mal a pior à frente da pasta, pois como conhecedor que é da área de segurança pública, vem deixando muito a desejar. 
A Guarda municipal de Granja está presente em vários eventos da Prefeitura Municipal sem a mínima estrutura de segurança possível, sem coletes balísticos, sem armas de baixa letalidade como Spark, espingardas calibre 12 de munição de borracha, spray de pimenta e alguns outros  direitos negados como anuênio, retroativo de gratificação, não cumprimento das promoções da Lei 1116/2017 e salário bem inferior em comparação com as demais cidades vizinhas, como Camocim, que recebe quase o dobro de remuneração. 
Os profissionais de Granja, quando são deslocados para distritos muito distantes para dar apoio à festas religiosas e jogos de futebol, muitas vezes vão sem comunicação nenhuma, sem equipamentos de proteção individual.  
É muita irresponsabilidade de uma gestão ter à frente dessa pasta uma pessoa tão incompetente. Aliás, uma coisa que ele faz muito bem é organizar torneios de futebol, área para a qual dedica a maior parte do seu tempo. 
Afinal, o Senhor Inácio Magalhães é Secretário de Segurança ou é Secretário de Esportes de Granja? E será que o 2° Sargento da Polícia Militar Inácio Magalhães pode exercer outras atividades além da permitida pelo estado? 
A Guarda Municipal com tantos problemas e não se vê nenhuma solução por parte do secretário. Ou ele tenta passar para a gestão de Granja que está tudo maravilhoso? 
Como diretor de uma importante associação que é a ASPRA e conhecedor dos problemas de uma categoria, o que se percebe é que o secretário está empenhado em dificultar o bom andamento da segurança no Município de Granja. 
O Ministério Público tem que tomar as providências necessárias para que não aconteça o pior com esses pais de família que não têm estrutura e apoio nenhum. 
Sindicato dos Agentes Municipais de Segurança Pública do Estado do Ceará (Sindiguardas)

Nenhum comentário: