sexta-feira, 6 de março de 2020

SEM OBRAS PROMETIDAS, GRANJA REVIVE RISCO DE ALAGAMENTO

Em abril de 2019, em Granja, em meio a uma chuva de críticas da população, o deputado Romeu Arruda prometeu, em caráter de emergência, a imediata construção de um dique de proteção contra enchentes, garantindo ter conseguido R$ 3 milhões para a execução da obra. 
Mais uma vez, tudo não passou de uma jogada midiática.
Quase um ano depois, o tal dique, que passou a ser chamado de "dique vigarista", só existe no Facebook do deputado.  
Já o carnaval, esse foi cancelado duas vezes consecutivas (2019-2020) com a mesma alegação, a de que a prefeitura iria investir os milhões da folia em ações para impedir alagamentos e o já conhecido desalojamento de várias famílias. 
Nessa quinta-feira (05), após uma chuva recorde de 180 milímetros, registrada na zona rural, o nível do Rio Coreaú subiu mais ainda, causando o risco iminente, mais uma vez, de transbordamento. Estradas já estão sendo cortadas e famílias do Bairro São Francisco, conhecido como Barrocão, já começam a abandonar aos poucos as suas casas.   
Os moradores reclamam ainda da falta de assistência por parte da prefeitura, que só manda alguém quando o desastre sai na televisão. 
"Defesa Civil de Granja deve ser a única do mundo que não faz prevenção. Só vestem os coletes para aparecer na TV ou quando a coisa está sem jeito", disse um morador. 
Postado por Tadeu Nogueira às 08:57h

Nenhum comentário: