quinta-feira, 16 de abril de 2020

BRASIL PERDE RUBEM FONSECA

A literatura nacional perdeu nesta quarta-feira, 15, o escritor Rubem Fonseca. 
O autor, que morreu de infarto, aos 94 anos, ficou conhecido por usar da violência, sua marca registrada, para tecer críticas contundentes à sociedade e suas contradições. 
Dentre os seus temas preferidos, o conflito entre classes se sobressai em histórias que unem figuras marginalizadas e os ditos poderosos, além de heróis de índole duvidosa. 
Confira três livros essenciais da vasta obra deixada pelo autor: “Agosto”, “Feliz Ano Novo” e “A Grande Arte”.
Em 2003, o autor, um dos pioneiros do romance policial urbano no Brasil, ganhou o prêmio Camões, o mais importante troféu literário da língua portuguesa.
Postado por Tadeu Nogueira às 09:31h
Com informações da Veja 

Nenhum comentário: