quinta-feira, 24 de maio de 2018

ACORDO ENTRE GOVERNO E CAMINHONEIROS SUSPENDE GREVE

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, anunciou nesta quinta-feira (24) que o governo fechou acordo com categorias de caminhoneiros para suspensão da greve nacional por 15 dias.
Segundo Padilha, a Petrobras vai manter a redução de 10% no preço do óleo diesel pelos próximos 30 dias e vai assegurar periodicidade mínima de 30 dias para eventuais reajustes do combustível nas refinarias. 
Nos primeiros 15 dias, a estatal se responsabiliza pelos gastos de R$ 350 milhões. Nos próximos, haverá compensação financeira da União à estatal.
Segundo Carlos Marun (PMDB-MS), ministro da Secretaria de Governo, o preço do diesel ficará congelado em R$ 2,10 até o final do Governo Temer. A política terá o custo mensal previsto em 700 milhões reais aos cofres públicos.
Outros pontos do acordo são: As multas aplicadas aos caminhoneiros em decorrência da paralisação serão negociadas; a Petrobras irá contratar caminhoneiros autônomos como terceirizados para prestação de serviços e as entidades e o governo terão reuniões periódicas. Padilha afirmou ainda que, como parte do acordo, a tabela de fretes será editada a cada três meses e que o governo vai tratar com os estados a não cobrança do eixo suspenso em caminhões vazios.
Postado por Tadeu Nogueira às 22:42h
Com informações da Exame

Um comentário:

Francisco Jorge Costa Ribeiro disse...

E o acordo é somente para o Diesel ou para todos os cobustiveis derivados do pretroleo?
E o preço do diesel fica congelado em 2,10 onde mesmo?? pq nas bombas é que não vai ser tão cedo.